GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 21 de março de 2011

O DESENCADEAMENTO DA GUERRA GUARANITICA

Precisamos retornar um pouco no tempo e ver quem era quem no desencadeamento da chamada GUERRA GUARANITICA, que culminou com a destruição total das reduções Jesuíticas no Rio Grande do sul, os 7 povos, que foram criados em um espaço que se pode dizer até longo, mas que , retomando as rixas entre os portugueses e espanhóis para a divisão e possessão das terras culminou com a eliminação e não mais retomada de nenhum trabalho neste sentido pelos padres jesuitas, visto que, uns morreram em combate junto com os indigenas, outros , mandados, retornaram aos seus países de origem.

Primeiro  teremos que lembrar que o TRATADO DE MADRID firmado no ano de 1750 demarcava o que haveria SER terra de espanhóis e o que haveria de ser terra dos portugueses.
Em 11/12/1737, aSilva Pais, no governo de rio Grande  sucedeu o Mestre-de-campo andré Ribeiro Coutinho, homem erudito, filho e neto de poetas, ex-oficial da Guerra de Sucessão(1704-1713) da guerra contra os turcos(1717) e da India(1723-1735)
Como podemos ver os nomes dados naquela época não eram:comandantes,generais, mas Mestre-de-Campo, o que quer dizer a mesma coisa, só que em outras palavras.

Bem, o  homem( André Ribeiro Coutinho)  não era de brincadeira....
O segundo governador do continente trabalhou na fixação dos açorianos-( casais da ilha dos Açores trazidos por Portugal)já estavam trazendo sua gente  para povoar o Rio Grande, o do sul, como diziam para diferenciar do outro Rio Grande,-o afluente do rio Paraná-  em cujas margens fora  criado um posto fiscal por  RODRIGUES CEZAR DE MENEZES, o primeiro governador de São Paulo como Capitania  , para controlar o ouro em pó, que passava por ali após as descobertas das minas de ouro de Cuiabá., com destino a São Paulo e depois Lisboa. Este  rio, afluente do rio Paraná era chamado de Rio Grande por isso diziam:  RIO GRANDE , O DO SUL,PARA DISTINGUIR OS LUGARES, QUE AINDA NÃO HAVIAM DENOMINAÇÃO  REGISTRADA, O RIO GRANDE, O DO SUL DEPOIS VEIO A  SER CHAMADO APENAS DE RIO GRANDE DO SUL. muito ativo e capaz , André Ribeiro Coutinho  aumentou os rebanhos das estãncias reais de Torotama e Bojuru.Acelerou a indústria do couro.Fez construir a primeira barcaça para o tranporte regular no canal rumo às Capitanias Centrais. Iniciou a formação do Regimento dos Dragões, fundado pelo coronel Diogo Osório Cardoso, seu sucessor, o regimento que se revoltara em 1742. entregou o governo em 22/12/1740, por alegado motivo de saúde.
Durante o governo do coronel-de Dragões Diogo Osório Cardoso, às vesperas da morte de D.João V, foi assinado em 13///1750 o célebre TRATADO DE MADRID. do qual, por parte de Portugal, foi responsável o brasileiro Alexandre de Gusmão, já mencionado neste blog.
Este Tratado , um dos documentos diplomáticos mais conhecidos do Brasil, considerado a Carta PolÍtica da América Latina e p gérmen do pan-americanismo determinava que Portugal entregaria à Espanha a Colônia do Sacramento, recebendo em troca os SETE POVOS DAS MISSÕES.
 observações: o conto anterior:correr eguada transcrevi com o propósito de frizar que naqueles tempos não era aproveitada a carne do gado abatido, mas o couro sim, havia uma indústria do couro muito forte, tanto é que foi chamada a ERA DO COURO. A carne era aproveitada só o que precisassem para alimentação das familias , dos indígenas, etc...

pan-americanismo=Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pan-americanismo é o movimento diplomático, político, econômico e social que busca criar, fomentar e ordenar as relações, a associação e a cooperação entre os Estados da América em diversos âmbitos de interesse comum.

TOROTAMA=

IlhaDaTorotama.jpg
Ilha da Torotama é uma ilha lagunar da Lagoa dos Patos situada no município de Rio Grande, estado do Rio Grande do Sul

BOJURU=outra lagoa

LAGOA DOS PATOS:A Lagoa dos Patos, a maior laguna do Brasil e a segunda da América Latina, situa-se no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Tem 265 quilômetros de comprimento e uma superfície de 10 144 km², estendendo-se na direção nor-nordeste-sul-sudoeste, paralelamente ao Oceano Atlântico

ESTE NOME FOI DADO POR HABITAREM NESTA REGIÃO INDÍGENAS  CHAMADOS "PATOS"  OU CARIJÓS"
CAPITANIAS CENTRAIS=


MAPA DAS CAPITANIAS;



capitanias-chamavam-se de Capitanias(vem de Capitanear) uma forma de administração territorial do império português uma vez que a Coroa, com recursos limitados, delegou a tarefa de colonização e exploração de determinadas áreas a particulares, através da doação de lotes de terra, sistema utilizado inicialmente com sucesso na exploração das ilhas atlânticas. No Brasil este sistema ficou conhecido como capitanias hereditárias, tendo vigorado, sob diversas formas, durante o período colonial, do início do século XVI até ao século XVIII, quando o sistema de hereditariedade foi extinto pelo Marquês de Pombal, em 1759 (a hereditariedade foi abolida, mas a denominação capitania não).

1-Pimeira capitania do Maranhão
2-Segunda Capitania do Maranhão
3-Pernambuco ou Nova Lusitânia
4-Bahia de Todos os santos
5-Ilhéus
6-Porto Seguro
7-Espirito Santo
8-São tomé-no Rio de Janeiro
9-Rio de Janeiro
10--Santo Amaro (São paulo)
11-São Vicente;
12-SANTANA- VINHA DA ILHA DO MEL(ATUAL PARANÁ) ATÉ LAGUNA (SANTA CATARINA)A MAIS PROXIMA do Rio Grande do sul.

bruaca de couro, especie de sacola.
INDUSTRIA DO COURO= do couro eram feitos elmos, escudos e gibões. Os marinheiros usavam-no nas velas e nas embarcações de navios.
No Brasil, desde que a colonização se intensificou, os rebanhos se multiplicaram rapidamente. Os curtumes eram instalados facilmente e o couro era utilizado para fazer alforjes, surrões, bruacas, mochilas, roupas, chapéus, selas, arreios de montaria, cordas e muitas outras utilidades