GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Tv Transamérica historia Do Paraná

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

COMENTARIOS ADCIONADOS E RECEBIDOS

1 – 6 de 6 Na America do Sul o trabalho dos jesuítas começou em 1580 e foram até 1640 instalando as Missões na Bacia platina. em 1680 quando da Fundação da colonia do Sacramento, que pouco durou por causa das disputas estre Portugal e Espanha pelo domínio do Território.Foram destruídos. voltaram em 1682 e foram até 1801, quando fundaram os SETE POVOS DAS MISSÕES. No auge da sua missão , com muita riqueza e fartura para todos os indígenas desta região, houve outro conflito que colocou definitivamente por terra todo o trabalho. a grande maioria da população indpigena reduzida foi dizimada e as construções se transformaram em ruínas, que existem até hoje em muitos lugares, do paraguai ao Rio grande do sul.






Tudo começou quando o soldado espanhol Ignacio de Loyola foi ferido em uma batalha no ano de 1521. Durante a recuperação converteu-se ao catolicismo.Ele era filho de fidalgos, mas despojou-se de todos os bens materiais.ganhou seguidores , estudou teologia e em 1537 ordenou-se sacerdote em Veneza.fundou então a companhia de jesus , que foi reconhecida em 1540.andavam pelo Mundo, na India, no japão e por fim na américa.Educadores e engajados na política deixaram sua marca por onde passaram.




sono contento di poter conoscere una realtà così diversa dalla mia di europeo -PIERLUIGI CIBIN



A CHEGADA DOS JESUÍTAS NA AMÉRICA DO SUL DEU-SE BEM ANTES DO QUE GERALMENTE É COMENTADO. VEJAM QUE NO SÉCULO XVI OS DISCIPULOS DE LOYOLA, O SOLDADO DE DEUS , JÁ SE ENCONTRAVAM ENTRE OS POVOS INDIGENAS. DESTES PRIMEIROS DOIS SÉCULOS DE TRABALHO POUCO RESTOU, POIS O QUE TINHA SIDO CONSTRUIDO NO PARAGUAI, ARGENTINA, PARTE DA BOLIVIA FOI DESTRUÍDO NA DISPUTA PELO TERRITÓRIO ENTRE OS PORTUGUESES E OS ESPANHÓIS. NA REGIÃO DE PASSO FUNDO/CIRÍACO NADA FICOU POIS NÃO HOUVE TEMPO DE CONTRUIR NADA. A REDUÇÃO DE SANTA TERESA DUROU DE 1632 A 1636/37.DISPERSOS OU APRISIONADOS OS INDÍGENAS REDUZIDOS DESPARECERAM POR UM BOM TEMPO. OS JESUÍTAS VOLTARAM PARA FUNDAR DEPOIS OS SETE POVOS DAS MISSÕES, NO SÉCULO XVII E A PAZ E PROSPERIDADE DUROU POR QUASE UM SÉCULO. NOVAMENTE NA DISPUTA PELO TERRITORIO PORTUGAL E ESPANHA SE ENGALFINHARAM E ENTÃO SIM...SÓ SOBRARAM RUÍNAS E OS POVOS INDIGENAS DO RIO GRANDE DO SUL NUNCA MAIS FORAM OS MESMOS!




O FILME A MISSÃO É UM RETRATO REAL DE ACONTECEU NOSSEULO XVI/XVII ANTES DA CRIAÇÃO DOS SETE POVOS DAS MISSÕES.





FAMILIA DE BILIBIO, UNS DOS QUE VIERAM HABITAR EM CIRIACO.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

FOTOS REPRESENTATIVAS/videos

TERMOS USADOS:

-elevado à freguesia: significava que um determinado lugar povoado teria uma administração própria, podendo comparar como fosse uma Paróquia da Igreja Catolica.;

Estâncias Gaúchas

SESMARIAS

CARTA DE CONCESSÃO DE SESMARIA
quadro representando o povoamento por sesmeiros, na verdade se tornavam donatários de  grandes latifúndios.


história Brasileira » Brasil Colônia »

Sesmarias


Por Lucas Araújo Oliveira


Antes de se falar sobre o que significa sesmaria, e como foi utilizada esta divisão no Brasil, convém explicarmos um pouco o contexto em que fora inserido o sistema. Sistema este, que passou a ser implantado a partir da expedição de Martim Afonso de Souza para o Brasil em 1530, o qual intuía: o melhor reconhecimento, exploração das terras brasileiras por parte da Coroa e início de organização administrativa.

A partir da expedição e, por causa dela ,o governo português percebeu que seria necessária uma melhor organização das terras brasileiras nas relações entre os colonos que aqui estavam, mas principalmente para com os representantes da coroa portuguesa. Isso por quê era necessária uma distribuição de terras e funções administrativas para que fosse possível controlar os tributos e as fronteiras da nova terra. Neste contexto surgem as capitanias hereditárias: lotes de terra que que dividiam o Brasil em 15 regiões norte-sul paralelas ao equador do litoral aos limites  do Tratado de Tordesilhas.

Ocorre que, mesmo com metade de seu território atual e, mesmo com as divisões propostas pelo sistema de capitanias, o Brasil era ainda uma terra de dimensões continentais na visão da coroa; pouco colonizada e principalmente, pouco produtiva. Então, surge mais um artifício para a exploração da terra: as sesmarias. Iniciadas  e incluídas a partir do capitão-donátario de uma capitania, as sesmarias eram lotes de terra menor, que eram doadas a um sesmeiro com o intuito de principalmente tornar a terra produtiva.  O sesmeiro tinha então a  partir do recebimento do lote, a obrigação de cultivar a terra por um prazo de cinco anos, tornando-a produtiva e pagando os devidos impostos à Coroa. É no contexto das sesmarias que surge a plantation, sistema vastamente utilizado na exploração européia da América consistindo na utilização de mão-de-obra escrava em plantações.

O sistema de distribuição de terras por sesmarias perdurou até 1822, quando a resolução de 76 pôs fim a esta modalidade de apropiação de terras. O sistema sesmaria poucas vezes satisfez as expectativas iniciais de produção. Isto por quê, ou pelas grandes dimensões territoriais ou pela má administração e fiscalização, raramente as terras tornavam-se produtivas. Ainda hoje pode-se dizer que são reflexos da apropiação sesmarial, os latifúndios brasileiros.

Fonte:
 Bibliografia: Fausto, Bóris- História do Brasil –2006.

FOTOS DAS ULTIMAS POSTAGENS, TERMOS USADOS

 
beleza do lugar
SÃO JOSÉ DOS AUSENTES.
LUGAR TURISTICO
LOCALIZAÇÃO NO MAPA DO RIO GRANDE DO SUL

Situada no extremo nordeste do Rio Grande do Sul, São José dos Ausentes é a região mais alta e fria do Estado. Emancipado em 1992, o município fez da preservação ecológica a tônica da vida comunitária, elegendo como sua vocação o desenvolvimento do turismo rural ecológico.

Nos três dias de roteiro, o passeio de mula inclui muita aventura e as paisagens belíssimas da serra gaúcha, constituída por exuberantes ecossistemas naturais dos Aparados da Serra, que formam coxilhas sinuosas onde exibem belas cachoeiras e rios de águas límpidas e cristalinas.

Logo que a turma chega, é levada para a Pousada Fazenda Monte Negro. A pausa para o jantar é obrigatória, afinal, muita atividade vem pela frente e é preciso guardar fôlego e energia para vencer as dificuldades da serra dos canyons. Assim é o pernoite, uma parada para descansar.

Depois do café da manhã, o pessoal já começa a encilhar as mulas. O início da cavalgada em campo aberto, no lombo das mulas, ocorre a uma altitude média de 1350 metros, seguindo sobre os Aparados da Serra. A mata dos Aparados abriga uma rica fauna e flora nativas, onde pode-se observar Araucárias, pica-paus, veado campeiro, bugios e outros animais.

O passeio contorna o Canyon da Encerra e desce o Canyon da Serra do Pilão, onde termina na Vila Três barras e há uma pausa para o almoço. A comida, típica e farta, não pode deixar de ter o famoso churrasco gaúcho de galpão, com farofa e arroz carreteiro.

A descida de mula pelos canyons é uma boa oportunidade para se conhecer as belezas da serra gaúcha, a mata nativa, a flora típica e bem preservada dos Aparados. Tudo o que se precisa é de disposição para a fazer a aventura - que vale a pena.

ORIGEM DAS INFORMAÇÕES ANTERIORES E FOTOS:INTERNET.

Por ser um lugar inóspito ainda no tempo presente não é de se estranhar que os primeiros sesmeiros não tenham assumido a posse da terra doada.