GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

SENTIMENTOS DIFERENTES DE COLONIZADORES E INDIGENAS


 <><><><><><>
<> no tempo presente 
<><><><><><>
PINTURA DE UMA MINA DE PRATA NO PERU
 

SIGNIFICADOS DIFERENTES PARA UM  E OUTRO POVO

A transmigração impunha que os indígenas deixasseM para  tras suas terras , herdadas de seus ancestrais, além de suas lavouras, ervais,vacarias, estâncias, algodoais, seus templos e oficinas, de onde tiravam seu sustento. Com muita razão a frase atribuída a Sepé Tiarajú:ESTA TERRA É MINHA!  e era por direito.

Nem a Igreja Católica Apostólica Romana reconhecia isto, tinha a mesma visão dos reis Ibéricos, Apenas os padres jesuítas que conviviam com os indigenas tinham sentimento diferente. enfim, apesar das ameaças do padre  Altamirano, não se renderam, e usaram a estratégia de ir adiando a transmigração.Enfim, depois de ter convivido por um tempo  entre estes missionários e os indígenas , escreve, já vencido, o Padre  Altamirano :Repito uma e mil vezes a minha humilde súplica que quase nos mesmos termos faço também ao padre assistente para os culpados, de que não se tome providencia, que sendo de mortificação para os culpados(no caso os jesuitas)seja grave e maior  castigo para mim. Eu estou resignado e pronto a receber em Espanha(se Deus me levar  até lá) o castigo que merecer por meus muitos erros, ou o que seja do agrado de V.P.M.R.


AS PUNIÇÕES ANUNCIADAS

A fim de colocar os padres jesuítas entre a faca e a parede já em junho de 1753 o comissãrio espanhol Andonaegui e o  Padre Altamirano enviaram às Missões avisos importantes. Estas cartas eram compostas por 24 artigos, sendo que o mais ameaçador era o oitavo.
Dizia:
"se com suas extraordinárias diligências praticadas até o dia 15 de agosto proximo, último prazo para a mudaça, não conseguirem que os índios saíssem em companhia dos povoados, para estabelecer-se interinamente nas imediações ou em novos terrenos, que OS PADRES CONSUMAM NO DITO DIA O SANTÍSSIMO SACRAMENTO E QUEBREM OS VASOS SAGRADOS PARA QUE NÃO SIRVAM PARA USOS PROFANOS.SAIAM DOS POVOADOS LEVANDO APENAS SEU BREVIÁRIO, SEM DEMORA SE PONHAM A CAMINHO PARA BUENOS AIRES, A  APRESENTAR-SE AO GOVERNADOR.
Ao contrário dos espanhóis e portugueses e os luso brasileiros os índígenas não possuíam como o homem civilizado o sentimento de pátria, mas sim, um apego telúrico ao território que o vira nascer, e no qual haviam se fixado há mais de um século. Por esse motivo não deixariam a terra sem resistência.



DA ENCICLOPEDIA LIVRE: AS MINAS DE POTOSI:

As Minas de Potosí localizam-se no cerro de Potosí, no Alto Peru, atual Departamento de Potosí, na Bolívia.
Constituíram-se no principal centro produtor de prata em toda a América, durante o período colonial.
As jazidas foram descobertas casualmente, em 1545, por um indígena chamado Hualpa ou Gualca. Neste mesmo ano foi registrada uma primeira mina, que o espanhol Juan de Villarroel denominou Descoberta. Ao final do século XVIII contavam-se cerca de 5 mil bocas de mina, produzindo anualmente 250 a 300 mil marcos de prata.
A sua exploração em grande escala foi possibilitada pela descoberta, em 1563, de jazidas de mercúrio em Huancavelica.
O sistema de exploração mineira era baseado no trabalho indígena, por meio da mita.
A prata foi o produto americano mais apreciado pela metrópole, tendo a sua extração usufruido de extraordinários benefícios fiscais. Apesar disso, estima-se que 1/3 da produção tenha circulado às margens dos controles fiscais.
Ainda hoje existem pessoas trabalhando nas minas devotas á el tio(diabo)mesmo pertencendo a religião cristã, essas pessoas principalmente continuam lá porque querem dignidade para familia.
"