GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PROSPERIDADE MISSIONEIRA

AINDA DO LIVRO TERRA GAÚCHA, DE JOÃO SIMÕES LOPES NETO.

"Os paóis das Missões abundavam em gêneros de consumo, de alimento e de vestuário, produzidos no lugar, e que, bastavam para a mantenção dos indios"

Estes não tinham dinheiro.não ganhavam salário, e a colheita das suas roças particulares ou presenteavam-na ou trocavam entre si.
Assim, bem alimentados.vestidos e abrigados, sem necessidades advindas e sem contato com estranhos, para despertá-las ,não tinham nem a noção nem a necessidade de dinheiro.

A riqueza, objetos de culto e conservação dos templos, dos impostos do rei e o conforto dos padres eram atendidos com o rendimento da erva-mate, o desfrute das estâncias  o resultado de outros produtos naturais, que exportavam para o rio das Prata.
pé de erva-mate


Deduzidas todas as desesas o saldo era remetido para o cofre geral da ORDEM EM ROMA(COMPANHIA DE JESUS)
A erva-mate- Desde a entrada dos espanhóis no Prata os índios de ambas as margens foram-lhes tenazmente opostos.
Na margem oriental do Uruguai os belicosos e indomáveis charruas , certo guardando rancorosa memória da aparição de Solis e da morte que lhe deram, continuaram trucidando quantos podiam e só a custo de muito sangue conseguiram os espanhóis firmar-se nas suas primeiras fundações.