GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 29 de janeiro de 2012

O POVOAMENTO DO RIO GRANDE DO SUL

REDUCOES JESUÍTICAS E HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO  SUL
POVOAMENTO DO TERRITÓRIO RIO GRANDENSE
PRECISAMOS  DISCURSAR SOBRE A FUNDACAO PELOS PORUGUESES DE ALGUNAS POSTOS OU POVOADOS ESTRATÉGICOS NO RIO GRANDE DO SUL  POIS  ENQUANTO OS FATOS HISTÓRICOS ACONTECIAM PESSOAS ERAM TRAZIDAS, PESSOAS   SE INSTALVAM  EM DIVERSOS LUGARES  E IAM POVOANDO  ESTA TERRA.
UM ACONTECIMENTO ESTRATÉGICO FOI A FUNDACAO DE RIO GRANDE
Fonte:história do Rio Grande do Sul, de Fidelis Dalcin Barbosa

Diz assim no inicio:”o território rio-grandense atraia  levas de sertanistas, procedentes do Rio de Janeiro , de  Santos, da Colonia do Sacramento.....Pousos e currais foram surgindo ao longo dos primeiros roteiros””
No entanto a posse da   terra oficialmente ainda não se dera e os portugueses  resolveram então levantar uma fortaleza , uma cidade governamental  e neutralizar a pretensao  de aventureiros de tomar posse e naturalmente dos espanhóis .sobre estas  grandes áreas despovoadas....haviam também por aqui piratas franceses e outros estrangeiros.....
Descobriu-se há não muito tempo que um  judeu português chamado Antonio da Costa foi aprisionado por franceses e ele  que comandava um navio negreiro e pretendia povoar o espaço que se achava despovoado....Este pirata contatou até a corte russa, por intermédio de um príncipe que se chamava  PRÍNCIPE CANTEMIR..
Entao no ano de 1736 a coroa ESPANHOLA E PORTUGUESA tomando conhecimento destes fatos  chegou ä conclusão  que era eminente um desembarque aqui nestas terras gaúchas de ingleses ou até russos.
Era necessário fazer algo....  Uma armada (   )zarpou no dia 11   de  fevereiro  de  1737 e chegou ä barra do Rio Grande de São Pedro  no dia 15 do mesmo mês com 254 homens a bordo....
E desembarcaram efetivamente em 19 de fevereiro de1737. E levantaram uma estacada. No dia seguinte SIlVA PAIS foi examinar   as defesas  cosntruídas por ali; em PASSOS  da MANGUEIRA E DO ARROIO.Cristóvao  Pereira com 160 homens sob seu comando já haviam levantado pequenos fortins em vários pontos e reunido 1.500 cavalos.Lembremos que os cavalos eram  tão essenciais nas batalhas quanto os soldados.
Em poucos dias SILVA PAIS  dava por construída a obra que chamaram de FORTALEZA DE JESUS MARIA JOSÉ. Em 2 de marco de 1737 o PADRE JERONIMO PEREIRA(NÃO SE SABE EXATATEMENTE SERIA SEU SOBRENOME PEREIRA OU RIBEIRO) celebrou uma missa, a primeira ali.
No passo seguinte SILVA PAIS  construiu ao oeste outra fortificação com madeira da Ilha dos Marinheiros e material de sambaquis(...)Levantou ali uma capela que chamaram de SANTA ANA  , a primeira padroeira do Rio Grande do Sul ,depois em 25 de agosto de 1757 esta cedia lugar ä SÃO PEDRO.
Ali  na FORTIFICACAO DO ESTREITO se organizaram com 44 pecas de artilharia ,414 soldados e 31 oficiais , comandados por ANDRÉ RIBEIRO COUTINHO.
Desceram depois pelo CANAL DE SÃO GONCALO E PELA LAGOA MIRIM , SILVA PAIS mandou então levantar sobre os restos de uma paliçada militar castelhana , o FORTE DE SÃO MIGUEL  ,atualmente em território Uruguaio, no CHUÍ.
O primeiro comandante militar do RIO GRANDE DO SUL  tratou de trazer da COLONIA DO SACRAMENTO  mais 150 homens para desenvolver inicialmente as lides pastoris e agrícolas . Fundou  ESTANCIA REAL  de BOJURU, 80 km ao norte do CANAL D0 RIO GRANDE.

Em 26 de marco  de 1737 , o TRATATO DE PARIS () ASSEGURAVA A PAZ ENTRE Portugal e ESPANHA  . Apesar disso , GOMES FREIRE  mandou organizar um regimento de DRAGOES , uma tropa de cavalaria com 600 homens ,cuja sede Era EM RIO GRANDE. 
Em 11 de dezembro de 1737 SILVA PAIS   retirou-se de Rio Grande e foi para o GOVERNO INTERINO DO RIO DE JANEIRO.
Estava fundada a povoação de RIO GRANDE  como ponto estratégico de defesa do território riograndense e a FORTALEZA JESUS MARIA JOSÉ, A PRINCIPAL.
OBSERVEMOS QUE NESTES ANOS TODOS EM QUE PERDUROU A PENINSULA IBÉRICA A UNIDADE ENTRE ESPANHÓIS E PORTUGUESES ERA SÓ “DE MENTIRINHA”” ELES ERAM REALMENTE INIMIGOS UNS DOS OUTROS NO QUE DIZIA RESPEITO A POSSE DAS TERRAS RIOGRANDENSES.        





FONTE:ENCICLOPÉDIA LIVRE
SOBRE JOE SILVA  PAIS


José da Silva Pais


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

José da Silva Paes
Nascimento

1679
 Lisboa
 Morte
 14 de novembro de 1760 (81 anos)
 Lisboa
 Nacionalidade
 Português

Ocupação

Militar e administrador colonial
 José da Silva Paes[1] (Lisboa, batizado em 25 de outubro de 1679 — Lisboa, 14 de novembro de 1760) foi um militar e administrador colonial português.

Esteve envolvido em diversas situações e localizações, nas disputas territoriais entre portugueses e espanhóis no território que hoje é a região sul do Brasil. Não raro batia-se com seu rival espanhol nestas disputas, Dom Pedro de Ceballos.

Com o propósito de manter o território em mãos de Portugal, foi incumbido de construir o Forte Jesus, Maria, José, que originou a vila e depois a cidade do Rio Grande em 1737. Aquela área era objeto de incursão espanhola comandada por Dom Pedro de Ceballos, que por duas vezes a tomou.

Na ilha de Santa Catarina, enquanto esteve em mãos espanholas, sob o domínio de Dom Pedro de Ceballos, o brigadeiro incursionou e tomou-a para os portugueses, permanecendo como governador da ilha.

Foi o primeiro governador da capitania de Santa Catarina, de 7 de março de 1739 a 25 de agosto de 1743, reassumindo o governo de 20 de março de 1746 a 2 de fevereiro de 1749.

Projetou e construiu as fortalezas que constituíram o sistema de defesa da ilha de Santa Catarina:



PLANTA DO FORTE JESUS-MARIA-JOSÉ

VISTA DO ALTO- O QUE SOBROU DO FORTE NO TEMPO PRESENTE