GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A DESTRUIÇÃO DAS REDUÇÕES DO GUAIRÁ

do livro "TERRA GAÚCHA" de JOÃO SIMÕES LOPES NETO
"-1630

Iam em aumento e vivendo descuidadosas as missões do guairá quando, ao mando do sertanista Antonio  Raposo Tavares, os bandeirantes paulistas, buscadores de minas e caçadores de escravos, sobre elas cairam, de improviso, e a ferro e fogo destruiram os toscos , porém, numerosos aldeamentos, mataram imensa porção de defensores deles, desparramaram inúmera gente, tendo aprisionado cerca de 15.000 indios que conduziam, presa de guerra, como escravos.
aos padres intimaram a retirada, dizendo-lhes "Vimos expulsarvos de toda esta região, porque estas terras são nossas, e não do rei da Espanha."
Resolveram então os jesuítas, atemorizados e atristados , abandoná-las , e reunindo os índios escapos ao assalto, conduziram-nos para outras paragens mais abrigadas, entre os rios Paraná-Uruguai.