GUERRA GUARANÍTICA

GUERRA GUARANÍTICA
A RESISTÊNCIA

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

MÚSICAS GAÚCHAS QUE CITAM "VENTOS"

esta  chama ' VENTO NORTE

Realmente o vento norte é um vento que deixa  a pessoa irritada, principalmente as mulheres....Se sairem vestindo saia, realmente terão que segurá-la,os cabelos ficam desalinhados, por isto se diz " dia de muito vento, dia de "cobra braba"

Na obra  de Erico Verissimo " O TEMPO E O VENTO" ANA TERRA sempre citava o vento como mensageiro de algo, uma de suas frases "NOITE DE VENTO, NOITE DOS MORTOS",

Talvez por meu nome ser Ana tambem tenho uma relação  quase que de amor e ódio pelos ventos riograndenses..... se sopra o minuano e estou na cama , quentinha, fico ouvindo o vento assoviar....assoviar.... e eu estou protegida... Se sopra o Norte, (nordestão) e  estou na rua , independente de estar vestida com saias, vestidos ou calça comprida, chapéus.... o chapéu é levado pelo vento, a saia, tem que  literalmente "segurar" os cabelos desalinham...dá uma sensação de raiva....mas o vento não  se alcança, não se pega, não se prende....Esta relação entre eu e os ventos riograndenses  é deveras um misto de amor e ´odio.....